15 termos cervejeiros que você precisa saber o significado

16/08/2017 - Curiosidades

10.348 visualizações

15 termos cervejeiros que você precisa saber o significado

Ana Paula Komar
Jornalista, apaixonada por história, curiosa por culturas e apreciadora de boas cervejas!

O universo cervejeiro é um campo muito vasto. Ele nos proporciona o mais variados aromas, sabores, harmonizações, experiências e também possui um amplo vocabulário que, muitas vezes, só cervejeiro entende. Se você está entrando nesse mundo agora, ou se já é um bom apreciador, mas ainda tem dúvidas em relação ao significado de alguns termos cervejeiros, esse post vai ajudar você a nunca mais passar vergonha na roda cervejeira e também a fazer uma degustação agregando conhecimento e identificando muitos desses termos na sua cerveja.

15 termos cervejeiros que você precisa saber

Confira uma lista básica com 15 termos cervejeiros que você precisa conhecer para você ficar por dentro das conversas de cervejeiros.

  • ABV: a sigla que significa álcool por volume é uma medida padrão de quantidade de álcool (etanol) contida em uma bebida alcoólica (expresso como uma porcentagem do volume total). O padrão ABV é utilizado em todo o mundo. O volume de álcool na solução pode então ser calculado pela variação de peso específico da solução antes e após a fermentação.
  • Adstringência: Sensação de contração e travamento na boca, em especial na língua, provocada por algumas substâncias como o tanino.
  • Brassagem: Fase de fabricação de cerveja que consiste na dissolução palavras-cervejeiras dos componentes açucarados do malte e dos cereais não-maltados em uma solução chamada de mosto, que posteriormente receberá o lúpulo para a transformação em álcool e CO2 e obtenção da cerveja.
  • Carbonatação: Característica natural da cerveja que lhe confere a efervescência, provocando a sensação de textura e aparência espumante. Esse efeito é produzido pela presença de dióxido de carbono (CO2) resultante do processo de fermentação ou de adição artificial.
  • Corpo: Sensação tátil da bebida em contato com as células sensitivas da boca e que nos dá a percepção de viscosidade e fluidez.
  • Draft Beer ou draught Beer: Conhecida no Brasil por chope, é a cerveja armazenada em barris e servida sob pressão. Em geral não é pasteurizada e, por isso, seu prazo de validade é bem curto. Também conhecida por tap beer. Em francês, bière à la pression; em alemão, bier vom fass. Alguns puristas na Inglaterra aplicam o nome draught beer apenas à tradicional “real ale”.                                   palavras-cervejeiras
  • Dubbel: Significa “dobro” em neerlandês. O nome passou a ser usado no final do século XIX para designar as cervejas mais fortes produzidas na Bélgica, em especial no Mosteiro de Westmalle. Tornou-se um dos estilos de cerveja belga mais tradicionais, com características especiais de cor (âmbar-escura), aroma (maltado) e teor alcoólico (entre 6% e 7,6%).
  • Drinkability: Um dos critérios de avaliação de uma bebida, que considera quão agradável é a sensação final do produto a ponto de levar o degustador a repetir a dose. Quanto menor é a vontade de beber outra dose, menor é drinkability da cerveja.
  • Fermentação: Processo gerado pela levedura, no qual ocorre a conversão de açúcares do mosto em álcool e co2, transformando o líquido em cerveja.
  • IBU: INTERNATIONAL BITTERNESS UNITS SCALE é a Escala Internacional de Unidade de Amargor (IBU), mede o amargor de uma cerveja, que é calculado pelo lúpulo utilizado durante a infusão. O amargor é menos perceptível em cervejas com uma grande quantidade de malte, que em cervejas mais pesadas, serve para equilibrar o sabor. palavras-cervejeiras
  • Lúpulo: Flores que têm forma de cone. É o principal responsável por fornecer o amargor para a cerveja. Também oferece sabor e aroma variados, dependendo do perfil do lúpulo.
  • Levedura: Grupos de micro-organismos usados para realizar a fermentação a partir do açúcar e, como é o caso da cerveja, produzir álcool e CO2 (dióxido de carbono). Ex.: Saccharomyces Cerevisiae, Sacchromyces Calsbergensis, Saccharomyces Uvarum.
  • Maturação: A levedura refina os sabores da cerveja durante a maturação e ajuda no clareamento e acabamento. Pode ocorrer tanto na garrafa como em barril ou no próprio tanque da cervejaria.
  • Retrogosto: Sensação que permanece após a degustação e a ingestão da cerveja.
  • Malte: Utilizado na produção de cerveja, o malte é quem proporciona palavras-cervejeiras.jpg4o corpo e os açúcares que servirão de comida para a levedura transformar o líquido doce em uma bebida alcoólica. O malte mais utilizado é o da Cevada, pois oferece uma casca mais dura que ajuda na filtragem do mosto, maior quantidade de amido e baixo teor de proteína, sendo assim, mais adequado para a fabricação de cerveja.

Confira aqui, muitas outras curiosidades cervejeiras!

Deixe uma resposta