Bélgica: o paraíso das cervejas especiais

19/01/2017 - Curiosidades

940 visualizações

Bélgica: o paraíso das cervejas especiais

Ana Paula Komar
Jornalista, apaixonada por história, curiosa por culturas e apreciadora de boas cervejas!

Já pensou em conhecer um lugar que foi o criador do bombom, possui os melhores do mundo, além da batata frita mais perfeita que existe e ainda as cervejas especiais que estão entre as melhores do planeta? Sim, esse lugar maravilhoso existe! A Bélgica não é reconhecida como o país da cerveja, mas, muito além disso, é conhecida como o paraíso das cervejas.

E não é por acaso que são donos desse nobre título. Isso se dá pela sofisticação e enorme variedade de estilos que produzem,  atualmente mais de 1500 tipos de cervejas. É lá que estão marcas como Duvel, Gouden Carolus, Delirium, Chimay, Orval e muitas outras famosas pelo mundo todo. Mesmo sendo um país pequeno e não estando entre os maiores bebedores de cerveja, são grandemente respeitados por suas criações. Para especialistas, as cervejas belgas são as melhores do mundo.

belgica-o-paraiso-das-cervejas-trapistasA relação entre os belgas e a cerveja é longa. Desde a idade média, fazer cerveja era atividade cotidiana e praticamente toda família produzia a sua. Outra grande referência na cultura cervejeira é a milenar tradição das Abadias e mosteiros Trapistas. Essa tradição surgiu quando os monges produziam cervejas para dar de beber aos viajantes, pois a água era imprópria para consumo, o que tornava o processo de fabricação da cerveja perfeito para garantir a qualidade da bebida. Também por ser uma bebida altamente nutritiva, era considerada a bebida dos monges. Nos tempos de jejum, as cervejas mais encorpadas eram fundamentais e serviam como alimentação. Existem mais de 170 mosteiros trapistas no mundo e apenas 11 deles têm o certificado da autêntica cerveja trapista.

Cervejarias e bares da Bélgica

O país é dividido em duas regiões definidos pelas raízes históricas e por diferenças linguísticas: Flandres, que está localizada ao norte e Valônia ao sul. A maioria das cervejarias está localizada na região norte. Na Região de Flandres está a Abadia Sint-Sixtus, dos monges produtores da cerveja trapista Westvleteren, a mais cobiçada das Trapistas. Mas uma visita à fábrica, infelizmente, aqui não é possível, os mosteiros são fechados ao público. A visita fica restrita somente ao café In de Vrede, que é anexo ao mosteiro. O Café, quase sempre, oferece os três rótulos da Westvleteren e vale muito a pena conhecer. Com muita sorte você conseguirá encontrar a Westvleteren 12, pois sua produção  depende da agenda dos monges. Se quiser garantir a garrafa dessa cerveja, além de ficar de olho na agenda, deverá fazer a solicitação da quantidade desejada no momento em que os monges liberarem a venda.

belgica-delirium-cafeEm Bruxelas, capital da Bélgica, é possível encontrar excelentes bares e pubs, que oferecem uma grande variedade das incríveis e preciosas cervejas belgas. Por lá está o famoso Poechenellekelder, com mais de 90 tipos de cervejas, o Chez Moeder Lambic dedicado à degustação das artesanais, o A La Mort Subite, no qual você pode apreciar uma boa Gueuze-Lambic e o Delirium Café, o bar da famosa cerveja do elefantinho cor de rosa. Com uma carta com mais de dois mil rótulos de cervejas, o Delirium Café foi parar no “Guinness Book of Records” como o bar com mais cervejas do mundo. Claro que se você estiver em Bruxelas, jamais pode deixar de conferir o que o lugar tem a oferecer, e olha que é muita coisa mesmo.

A linda e misteriosa cidade medieval de Brugges é também um ponto importante quando o assunto é cerveja na Bélgica. A cidade teve grande influência para a cultura cervejeira. Segundo a história um Bispo chegou na cidade e aconselhou a população a não tomar mais água, mas somente cerveja. Isso por que a água na região era poluída e a cerveja feita com água fervida era mais segura e saudável. Claro que a população aderiu a esse conselho com muito gosto e o bispo virou santo, Santo Arnaldo, padroeiro da cerveja.

Outra curiosidade da Bélgica é a cidade universitária de Leuven. No século XVI havia ali 42 microcervejarias, o que motivou a criação de uma faculdade. A Academia da Cerveja, hoje possui vários laboratórios e cultiva cepas de levedura para aproximadamente 150 cervejarias belgas.

A Bélgica produz também muitos estilos diferentes de cerveja, como as fermentadas em barris de carvalho, as feitas com várias especiarias ou frutas, as pelo método de champenoise e até algumas parecidas com vinho. Um típico bar belga oferece uma grande variedade de estilos e sabores capaz de encantar qualquer turista, principalmente os apreciadores de boas cervejas.

pack-cervejas-trapistas

Pack Cervejas Trapistas

Pack com 5 cervejas e 1 taça

de R$ 186,40
por R$

179,90

Comprar

* Ao clicar em comprar você será redirecionado para a página do produto em nossa loja.

Deixe uma resposta