Escócia – Na terra do uísque a cerveja também tem vez

23/03/2017 - Cervejarias, Curiosidades

1.525 visualizações

Escócia – Na terra do uísque a cerveja também tem vez

Ana Paula Komar
Jornalista, apaixonada por história, curiosa por culturas e apreciadora de boas cervejas!

Tradicionalmente conhecida pelos excelentes uísques que produz, suas gaitas de fole e as famosas Kilts (saia escocesa para homens), a Escócia é um país que, mesmo não estando entre os mais tradicionais na produção de cerveja, tem ganhado bastante destaque no mercado cervejeiro. Para quem gosta de cervejas mais complexas, as escocesas são perfeitas.

Os escoceses preferem bebidas mais encorpadas e devido a diferentes processos de produção e receitas mais robustas, suas cervejas geralmente são cremosas, escuras, com notas presentes de malte, pouca carbonatação e considerável teor alcoólico. Nos pubs é tradição pedir uma cerveja por sua concentração de álcool e quanto mais alcoólica mais cara é a cerveja.

A Tennent Caledonian Breweries é uma das principais fabricantes de cerveja da Escócia. Entre outras, a cervejaria produz as famosas cervejas Tennent”s e as conhecidas Harviestoun Bitter & Twisted. A Tennent”s é produzida desde 1885 e já é parte da tradição do país. É uma das cervejas mais vendidas na Escócia e grande representante do país mundo a fora.

A marca Harviestoun, dona do ratinho mais famoso do mundo, nasceu em 1984, e inicialmente foi instalada em um antigo celeiro de pedra. Após ser transferida para a cidade de Alvae, em 2004, foi comprada, em 2006, pela cervejaria Caledonian. Ganhou medalha de ouro no International Beer Competition em 2006 e foi eleita pela revista Beers of the World como a melhor cerveja Ale do mundo em 2007.

A cervejaria Tennent Caledonian Breweries passou a ser parte integrante da cidade de Glasgow, onde está instalada há mais de 450 anos. Ela abre suas portas para os visitantes com um tour pela fábrica, que leva você aos bastidores da produção para descobrir como a Tennent tornou-se tão especial. O passeio leva cerca de 90 minutos e precisa ser agendado. No final, como não poderia faltar, termina com uma boa caneca das cervejas da Tennent.

Outra gigante do mercado cervejeiro escocês é a Brewdog. Fundada em 2007, na cidade de Fraserburgh, é uma cervejaria que cresceu aos poucos e conquistou fãs pelo mundo todo. O slogan “Beer for Punks” (Cerveja para punks) deixa bem claro o estilo e propósito que a marca quer transmitir: sua obstinação pela pureza dos ingredientes na produção de cervejas. Nada além de cevada, lúpulo, fermento e água entra em suas receitas clássicas. Nada de aditivos, conservantes e pasteurização. Esse é o jeito Brewdog de fazer suas cervejas inusitadas e criativas.

A cervejaria revolucionária possui um QG próprio, localizado em Aberdeen, Escócia, o qual está entre os principais lugares do mundo que todo cervejeiro deve conhecer, se você estiver pela cidade, com certeza o local deve ser parada obrigatória em seu roteiro. Mas se estiver com muita sede e ainda não está com a passagem comprada para a Escócia, em São Paulo está o primeiro bar da BrewDog na América Latina, com vários seus rótulos inusitados e marcantes.

Outra boa pedida em sua viagem pela Escócia é, sem dúvida, uma visita à capital, a cidade de Edimburgo. A cidade chama a
atenção pela grande variedade de bares e pubs. A vida noturna por lá é bem agitada e algumas ruas da capital possuem maior movimento a noite. Se estiver a fim de algo mais leve a A Royal Mile, uma das principais da cidade é o local mais indicado. Você também encontrará outras boas opções para a noite nas ruas Cowgate, Grassmarket e George Street, em New Town. Mas se quiser desfrutar de boas e diferentes cervejas, a sugestão é o Holyrood 9A.  A casa tem uma boa variedade de cervejas, servidas em copos de diversos tamanhos, ideais para quem quer provar várias, além de diversas opções de hambúrgueres, especialidade do bar.

Para finalizar aqui vai mais uma dica: os escoceses são muito ligados às tradições e ao coletivo, por isso, nunca se deve deixar o dinheiro na mesa ou no balcão para pagar a conta. Por lá, isso é considero uma ofensa.

Deixe uma resposta