Veja o que rolou no Festival Brasileiro da Cerveja 2016

15/03/2016 - Notícias

372 visualizações

Veja o que rolou no Festival Brasileiro da Cerveja 2016

Henrique Cruz

Sommelier de Cervejas;
Professor e Consultor;
Cervejeiro Caseiro;
Juiz BJCP;

Primeiro vamos falar sobre a organização e disposição geral dos stands no Festival Brasileiro da Cerveja. Este ano o evento conseguiu otimizar o espaço, com os palcos colocados nas laterais deram uma melhor fluidez para o fluxo de pessoas que circulavam entre os mais de 100 stands ocupados pelas cervejarias. Um ponto negativo, que foi bastante comentado e criticado nas mídias sociais, foram as grandes filas para retirar/entrar no festival e a aberturas das bilheterias apenas no horário do evento. Muitas reclamações também, sobre os seguranças que não eram dos mais gentis, sem falar na falta de informação para repassar aos visitantes.

Durante todo o Festival Brasileiro da Cerveja, com 123 cervejarias expositoras, os dois pavilhões da Vila Germânica ficaram lotados de cervejas, aguardando os mais de 40 mil visitantes. Ambos os pavilhões contavam com palcos, banheiros e praça de alimentação. Também tivemos no terceiro pavilhão uma Feira de Expositores, onde era possível encontrar desde fornecedores de insumos até as mais novas tecnologias cervejeiras disponíveis no país, ou que estão sendo importadas. O número de pessoas interessadas na feira demonstra que o mercado está forte, sólido e vai continuar crescendo.

O concurso

festival-brasileiro-da-cerveja-2016

Neste ano o Campeonato Brasileiro de Cervejas contou com mais de 1400 amostras inscritas e mais de 40 juízes, divididos entre nacionais e internacionais. Eles tiveram o trabalho de julgar durante cerca de 3 dias, para só então definir quais eram as melhores cervejas do Brasil.

A premiação neste ano ocorreu na terça-feira, o que facilitou a montagem do cronograma para todos os visitantes. A lista previamente divulgada foi à principal forma de consulta para muitos, que estavam sempre correndo atrás das medalhistas do concurso para provar um pouco do que há de melhor no Brasil. Muitas cervejas já estavam esgotadas no segundo dia de evento (quinta-feira), uma dica para o próximo ano, se você não quiser perder nenhuma das cervejas premiadas, é importante chegar na quarta ou quinta-feira cedo. Aqui cabe um pequeno alerta, muitas cervejarias enviam para o concurso cervejas que ainda não estão sendo comercializadas, por isso muitas vezes as medalhistas não são encontradas facilmente. Outra questão importante é que algumas cervejarias novas e pequenas não estão preparadas para atender um volume grande, visto que suas produções estão 100% vendidas. Separar uma pequena quantidade apenas para participar do festival é suficiente somente para a exposição de marca, mas não garante a cerveja para todos os dias de festa se esgotando antes do final do festival.

A manifestação

festival-brasileiro-da-cerveja-2016

Ocorreu no sábado, 12 de março, às 15 horas, uma manifestação em frente à entrada principal do Festival Brasileiro da Cerveja, na Vila Germânica, por parte das cervejarias expositoras contra a abertura de um pavilhão extra. Este pavilhão seria de uso exclusivo da marca Eisenbahn pertencente a Brasil Kirin que é a cervejaria oficial da Vila Germânica, e também estava expondo em stands normais.

Após o protesto o PROEB (Fundação Promotora de Exposições de Blumenau), organizadores do festival, reconheceram o erro estratégico e optaram por desistir da abertura do pavilhão que estava gerando muita polêmica e uma imagem negativa para o festival. As atrações contratadas exclusivamente para o pavilhão Eisenbahn Biergarten foram realocadas para os pavilhões 1 e 2.

Fonte imagem: Festival Brasileiro da Cerveja

Deixe uma resposta