Você sabe a diferença entre chopp e cerveja?

03/07/2019 - Curiosidades

17.534 visualizações

Você sabe a diferença entre chopp e cerveja?

Ana Paula Komar
Jornalista, apaixonada por história, curiosa por culturas e apreciadora de boas cervejas!

Com certeza você já ouviu muita gente dizer que prefere chope a cerveja, ou vice versa. Mas você sabe a diferença entre chopp e cerveja? Geralmente a receita para ambos é a mesma. A cerveja é o chopp engarrafado e o chopp é a cerveja armazenada em barricas e servida através de torneiras. Mas vamos as explicações técnicas.

Na verdade, em todo o mundo é empregada a mesma palavra para designar a cerveja, independentemente de sua forma de acondicionamento. Seja em barricas, em garrafas ou em latinhas, muda-se apenas o complemento: draft ou draught beer (sob pressão), bottled beer (engarrafada) e canned beer (enlatada).

>> Queijos e cervejas no inverno – uma combinação perfeita! <<

A palavra chope vem de schoppe, que em alemão que significa copo de meio litro, uma unidade de medida usada nos bares da época. O termo chope passou a ser usado no Brasil para designar a cerveja armazenada em barris e servida por meio de torneiras. Muito provavelmente esse termo começou a ser usado por aqui, pelo fato de que na Alemanha era comum pedir a cerveja pela unidade de medida desejada, ou seja, pedia-se um schoppe, como referência a um copo de 500 ml da bebida. Logo os brasileiros passaram a chamar de chope, a cerveja extraída das torneiras.

Mas chopp e cerveja são ou não a mesma bebida?

chopeNesse caso pode haver diferença sim. O chope é a cerveja armazenada em barris para consumo mais rápido. Já a cerveja em garrafa, passa por processo de pasteurização ou filtração. Essa necessidade surgiu para prolongar o seu tempo de vida, seja para estocagem ou para torná-la um produto delivery, que pudesse ser consumido mais tarde.

A cerveja engarrafada ou em lata é pasteurizada ou filtrada a ponto de tornar-se estéril, ou seja, sem microorganismos deteriorantes, tornando-se uma bebida mais estável e durável. Mas, o processo de pasteurização pode modificar, ainda que levemente, o sabor da bebida. Já a filtração, pode tirar parcialmente substâncias que aumentam a sensação de corpo na cerveja. Em ambos os casos pode perder-se um pouco em sabor e aroma e é comum a percepção, mesmo que sutil, dessa diferença entre chopp e cerveja.

Porém hoje algumas grandes cervejarias também estão pasteurizando o chope para aumentar seu tempo de validade, o que faz cair por terra a teoria da cerveja ser pasteurizada e o chope não, deixando essa diferença apenas no nome para referir-se ao tipo de acondicionamento da bebida. Mas, de qualquer forma, a pasteurização pode deixar o produto diferente, o que muitas vezes será sim, percebido no paladar e aroma da cerveja. No resultado final os dois nomes se referem a mesma bebida, podemos chamar de chope ou cerveja.

Já que entramos no assunto, aproveite e garanta as melhores cervejas artesanais, especiais e importadas em nossa loja virtual!

Fonte: Larousse da cerveja, Ronaldo Morado

  • Boa tarde clube do malte, seguinte assunto interessante e bastante polêmica, mas tenho uma opinião que leva pra um lado difente, falando na esfera craft, a pasteurização muda sim as características organolépticas e faz com que a cerveja perca suas função que toda bebida fermentada tem, seja por lactobacillus ou saccharomyces serevisiae, mas o ponto principal e a não ter a necessidade de adição de mais de 80 tipos de substância químicas que já foram encontradas, no chope por ser para consumo rápido não há necessidade, e essa e a maior vantagem do chope sobre a outras, obrigado.

  • Olá pessoal..
    Tudo bem?
    Me desculpem pela objetividade, mas eu escrevi por 4 vezes, textos gigantescos falando da minha paixão por cervejas artezanais, mas que acho o Chopp uma bebida “Tropical, com sabor, leveza, cremosidade e refrescancia, que para muitos momentos, na minha humilde opinião, são inigualáveis!
    Só que os 4 textos mais detalhados foram perdidos, pq a caixa de diálogo caiu.
    Sendo mais sussinto, consigo produzir um legítimo chopp para vender em garrafinhas de 500 ml?
    Se sim, qual é a grande sacada?
    Por quanto tempo posso mantê-lo armazenado nas garrafas, com o propósito de venda?
    Posso comercializa – lo sem ter que pasteutizar?
    Vocês podem me ajudar?
    Obrigado!

    • Olá Danilo, tudo bem?
      Sim, existe a comercialização de cervejas não pasteurizadas.
      A produção de cerveja do Brasil é regulamentada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Neste caso, para a produção que pretende fazer sugerimos que busque uma informação completa junto ao órgão para que sua produção seja de acordo com o que prevê o regulamento.

      Espero ter ajudado. Abraço!

  • Apenas complementando, apesar da popularidade, acho que o Chopp comercializado nas garrafinhas de 500 ml, é um nicho de mercado muito interessante, mas não sei se consigo fazê-lo…
    Att: Danilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O seu Blog da Cerveja Artesanal

O blog cervejeiro Cerveja de Todos os Jeitos foi criado por nós aqui do Clube do Malte com o objetivo de afunilar nosso vínculo com nossos leitores e trazer o melhor conteúdo sobre cervejas artesanais, estilos de cerveja, curiosidades, diferenças com a cerveja comum e notícias do mundo cervejeiro. Nosso objetivo é construir a maior e mais engajada comunidade de apaixonados por cerveja do Brasil, e acreditamos que o conhecimento é o primeiro passo para isso acontecer. Aqui é um espaço dedicado para falarmos sobre esta bebida milenar e nos aprofundarmos neste universo tão complexo, porém maravilhoso, que é o das cervejas especiais.
Com um leque tão grande de possibilidades entre os diferentes tipos de cerveja. Contudo, neste blog de cerveja você encontrará os mais variados assuntos e temas relacionados ao cenário cervejeiro do Brasil e do mundo. Aqui você encontrará conteúdos sobre harmonização com cerveja, roteiros cervejeiros, tudo sobre as mais famosas marcas de cerveja, entrevistas com cervejeiros e especialistas, homebrewing com dicas para cervejeiros caseiros, processo de produção de cerveja, entre vários outros no qual trabalhamos com toda dedicação e carinho para te deixar sempre bem informado e antenado. E tem mais, o que acha de ser nosso repórter cervejeiro e aparecer em nossa revista e aqui no Blog?
É simples, envie um e-mail para revista@clubedomalte.com.br com suas dúvidas sobre cervejas, ou dicas de conteúdos que gostaria de ver na revista e no blog. Ou ainda faça indicações de destinos cervejeiros que gostaria de compartilhar com os demais leitores, basta fazer um post em seu Facebook ou Instagram com a #meudestinocervejeiro contando sobre o seu destino preferido, ou se preferir, envie um e-mail para nós, que você poderá ser o repórter cervejeiro do mês. Cheers!