O desenvolvimento das cervejarias locais

04/07/2018 - Momento Cervejeiro

424 visualizações

O desenvolvimento das cervejarias locais

Avelar Júnior
Sommelier de cervejas direto da terra do Tio Sam

 

“A melhor cerveja do mundo é aquela que se toma olhando a chaminé da cervejaria”.

Você já deve ter lido essa frase (meio clichê) por aí. Antigamente fazia sentido.Hoje em dia virou lenda?

Em parte, sim. Mas, por outro lado, não. Vamos por partes.

O desenvolvimento dos sistemas de produção, refrigeração e distribuição foi prodígio para os amantes da gastronomia. Eu agradeço a Santo Arnulfo sempre que encontro uma garrafa de Orval na bodega da esquina.Tanto eu (nos EUA) quanto você (no Brasil) podemos degustar uma Sierra Nevada Pale Ale com o mesmo nível de qualidade e não saberemos se a cerveja foi fabricada na Califórnia ou na nova fábrica na Carolina do Norte. Isso se deve não somente ao avanço na distribuição, mas também nos avanços na fabricação.

Aquela desculpa antiga de que a água de certo lugar é boa para cerveja virou papo de bebum de fim de noite. Hoje é possível replicar a água de Chico-Califórnia em Mills River-Carolina do Norte assim como a água de Boston é usada nas fábricas da Samuel Adams em Ohio e na Pensilvânia.Esse é o paraíso das marcas mundiais, não é mesmo?

Devagar que a garrafa é de vidro. No mercado cervejeiro as coisas costumam ser um pouco diferentes.Da mesma maneira que o mercado está inundado com cervejas do mundo inteiro, a força das cervejarias locais nunca foi tão grande.

>>>Confira aqui: Bodebrown – A inovação e paixão cervejeira<<<

Eu falo por experiência própria. Me mudei para a região de Boston há 10 anos e em um raio de 20 km da minha casa existiam quatro cervejarias e brewpubs (Samuel Adams, Harpoon, Cambridge Brewing e Boston Beer Works). Hoje são 18 (Slumbrew, Idle Hands, Night Shift, Bone Up, Mystic, Down the Road, Winter Hill, Lamplighter, Trillium, Dorchester, Deadwood, Aeronaut, Hopsters e Lord Hobo), sendo a maioria destas cervejarias com distribuição muito restrita. O foco de todas elas é predominantemente o mercado local.

Ainda continuo visitando a minha loja preferida à procura da última Duvel Triple Hop ou de uma garrafa de Celebrator para as noites mais frias. Mas o growler também está sempre à mão quando resolvo procurar as cervejarias locais mais próxima.

Cheers 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O seu Blog da Cerveja Artesanal

O blog cervejeiro Cerveja de Todos os Jeitos foi criado por nós aqui do Clube do Malte com o objetivo de afunilar nosso vínculo com nossos leitores e trazer o melhor conteúdo sobre cervejas artesanais, estilos de cerveja, curiosidades, diferenças com a cerveja comum e notícias do mundo cervejeiro. Nosso objetivo é construir a maior e mais engajada comunidade de apaixonados por cerveja do Brasil, e acreditamos que o conhecimento é o primeiro passo para isso acontecer. Aqui é um espaço dedicado para falarmos sobre esta bebida milenar e nos aprofundarmos neste universo tão complexo, porém maravilhoso, que é o das cervejas especiais.
Com um leque tão grande de possibilidades entre os diferentes tipos de cerveja. Contudo, neste blog de cerveja você encontrará os mais variados assuntos e temas relacionados ao cenário cervejeiro do Brasil e do mundo. Aqui você encontrará conteúdos sobre harmonização com cerveja, roteiros cervejeiros, tudo sobre as mais famosas marcas de cerveja, entrevistas com cervejeiros e especialistas, homebrewing com dicas para cervejeiros caseiros, processo de produção de cerveja, entre vários outros no qual trabalhamos com toda dedicação e carinho para te deixar sempre bem informado e antenado. E tem mais, o que acha de ser nosso repórter cervejeiro e aparecer em nossa revista e aqui no Blog?
É simples, envie um e-mail para revista@clubedomalte.com.br com suas dúvidas sobre cervejas, ou dicas de conteúdos que gostaria de ver na revista e no blog. Ou ainda faça indicações de destinos cervejeiros que gostaria de compartilhar com os demais leitores, basta fazer um post em seu Facebook ou Instagram com a #meudestinocervejeiro contando sobre o seu destino preferido, ou se preferir, envie um e-mail para nós, que você poderá ser o repórter cervejeiro do mês. Cheers!