O que é cerveja artesanal?

08/01/2019 - Curiosidades, Notícias

6.926 visualizações

O que é cerveja artesanal?

Tays Morais
Profissional de Marketing, apaixonada por viagens, literatura e cinema e, claro, amante de cervejas! 🍻

Você sabe o que é cerveja artesanal? As cervejas artesanais são resultado de um processo de produção minucioso e em menor escala, no qual se preza pela qualidade e personalização. Para que cada etapa seja respeitada e traga o resultado esperado, um mestre cervejeiro acompanha todo o procedimento e se certifica que os aromas e sabores estão de acordo com as expectativas. Ao contrário das cervejas industrializadas, onde o foco é a produção em larga escala e através de processos, como a filtração e pasteurização.

No Brasil, a cerveja artesanal surgiu na década de 90 e ainda estão em ascensão, ao contrário dos países europeus e dos Estados Unidos, onde já são bem consistentes. De acordo com o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja, em 2012 o segmento de cervejas especiais detinham 8% do mercado nacional de bebidas, já em 2014 a participação foi de 11% e para 2020, a projeção é de que suba para 20%.

Pesquisa revela dados sobre o mercado de cervejas especiais no Brasil

Atualmente, já existem mais de 120 tipos de cervejas especiais que são classificadas em 3 famílias:

  • Ales: São cervejas mais complexas e de alta fermentação. As mais conhecidas são Stout, English Pale Ale, Trapista.
  • Lagers: São cervejas mais leves e de baixa fermentação, é um dos estilos mais conhecidos do mundo, sendo os mais populares: a Pilsen, American Lager, Schwarbier.
  • Sour: Cervejas de alta ou baixa fermentação e fermentação espontânea, como as Lambic que apresentam aromas e sabores muito característicos. Os sub estilos mais populares são as Geuze, Faro e Kriek.

Afinal, como é o processo de produção da cerveja artesanal ?

Para a produção da cerveja artesanal todas as técnicas desde os ingredientes básicos (malte, lúpulo, fermentadores e água), até o preparo da receita e por fim, os conservantes finais devem ser naturais.

A primeira fase da produção, para determinar o tipo de cerveja, ocorre através da malteação, logo após a colheita da cevada e suspensão do período de germinação, através de um aquecimento por estufa.

Posterior ao aquecimento, é conduzido para a torrefação, que pode ser moderada ou forte. Possibilitando tipos de cevada maltada distintos e com diferentes colorações.

O lúpulo por sua vez, é o responsável por agregar sabor à cerveja, especialmente no que diz respeito ao amargor. O resultado final da cerveja, dependerá da quantidade de lúpulo empregado.

Para o processo de fermentação, os responsáveis são as leveduras, organismos que realizam a produção de dióxido de carbono e álcool, também proporcionam o sabor consideravelmente marcante.

O primórdio na elaboração das cervejas especiais, é determinar a receita completa e o resultado que se espera, no que diz respeito à coloração, cor e amargor.

Processo de moagem

Neste processo da moagem do malte, o amido presente no seu interior é exposto e fará com que as enzimas quebrem os grãos do amido em vários tipos de cadeia, sejam elas fermentáveis ou não.

Processo de Brasagem

A brassagem contribui na quebra de açúcares não fermentáveis em fermentáveis através das enzimas. Esse método é composto por 4 estágios: mosturação, filtração, fervura e resfriamento.

  • Mosturação: Nesta etapa, os grãos moidos da cevada são cozidos na água aquecida em temperaturas controladas, resultando no mosto que será fermentado após alguns estágios e, por fim, se transformará em cerveja.
  • Filtragem: Após a mosturação, é necessário separar os grãos do mosto, e é através da filtragem que toda casca do grão fica retida na peneira e somente o líquido é extraído. Um processo lento, mas de extrema importância para a qualidade da cerveja ao final do processo.
  • Fervura: Durante a etapa de fervura, é adicionado o lúpulo conforme o resultado que se espera. Por exemplo, para conferir o amargor sua adição é no início da fervura, já os lúpulos aromáticos são inseridos no final.
  • Resfriamento: Esta é uma fase que exige o máximo de cuidado, pois, o mosto deve estar em uma temperatura ideal no momento em que for incorporar a levedura, do contrário poderá contaminá-lo. Sua temperatura vai depender da fermentação que espera.

Processo de Fermentação

Nesta fase de produção da cerveja artesanal começam a ser inserida as leveduras, além da utilização de açúcares fermentáveis e formação do gás carbônico, álcool e alguns ácidos orgânicos. Sua duração pode ser de 5 a 10 dias.

Processo de Maturação

Na Maturação, as composições que definem o aroma, sabor e elaboração dos ésteres serão amadurecidos. Seu tempo de duração é de 10 dias, em média.

Processo de Envase

Nesta etapa, é onde ocorre por fim, o engarrafamento da cerveja. Neste processo, a cerveja não poderá entrar em contato com o oxigênio do ar, para evitar possivei alterações no paladar.

Agora que você já sabe tudo sobre cerveja artesanal e seu processo, vai concordar comigo que toda experiência proporcionada faz com que cada centavo investido valha a pena.

Contudo, a única lei para você apreciar boas cervejas especiais é beber o que você gosta! Acesse nosso departamento e escolha o estilo que você mais gosta, são mais de 400 rótulos para você escolher. 

>>> clubedomalte.com.br <<<

  • Legal as informações da cerveja artesanal. Quero muito fazer minha própria cerveja. Ainda preciso definir os primeiros passos e equipamentos pra comprar. Se puderem me ajudar, agradeço.

  • Muito bacana conhecer o processo de produção das cervejas artesanais. Sou cozinheiro e dono de food truck e sempre harmonizo meus sanduíches de pooled pork e de linguiça artesanal com boas cervejas, bem como, já estou me interessando em produzir o meu próprio rótulo. Vontade aguçada com essa matéria, nesse momento, parabéns!

  • Muito bom este artigo sobre como produzir cerveja artesanal, seu um amante de cerveja e hoje em dia a cerveja artesanal está chegando no mercado com muita qualidade e apreciada.

  • Adorei saber mais sobre cerveja artesanal, aprendi a tomar cerveja boa que são as melhores, cerveja artesanal e as puro malte, não tem cerveja melhor a se tomar, estou até pensando em,fazer um curso, valeu clube do malte..

  • Parabéns pelo post.Meu irmão tb é cervejeiro e sempre ajudo na produção . Cerveja artesanal … Tudo de bom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O seu Blog da Cerveja Artesanal

O blog cervejeiro Cerveja de Todos os Jeitos foi criado por nós aqui do Clube do Malte com o objetivo de afunilar nosso vínculo com nossos leitores e trazer o melhor conteúdo sobre cervejas artesanais, estilos de cerveja, curiosidades, diferenças com a cerveja comum e notícias do mundo cervejeiro. Nosso objetivo é construir a maior e mais engajada comunidade de apaixonados por cerveja do Brasil, e acreditamos que o conhecimento é o primeiro passo para isso acontecer. Aqui é um espaço dedicado para falarmos sobre esta bebida milenar e nos aprofundarmos neste universo tão complexo, porém maravilhoso, que é o das cervejas especiais.
Com um leque tão grande de possibilidades entre os diferentes tipos de cerveja. Contudo, neste blog de cerveja você encontrará os mais variados assuntos e temas relacionados ao cenário cervejeiro do Brasil e do mundo. Aqui você encontrará conteúdos sobre harmonização com cerveja, roteiros cervejeiros, tudo sobre as mais famosas marcas de cerveja, entrevistas com cervejeiros e especialistas, homebrewing com dicas para cervejeiros caseiros, processo de produção de cerveja, entre vários outros no qual trabalhamos com toda dedicação e carinho para te deixar sempre bem informado e antenado. E tem mais, o que acha de ser nosso repórter cervejeiro e aparecer em nossa revista e aqui no Blog?
É simples, envie um e-mail para revista@clubedomalte.com.br com suas dúvidas sobre cervejas, ou dicas de conteúdos que gostaria de ver na revista e no blog. Ou ainda faça indicações de destinos cervejeiros que gostaria de compartilhar com os demais leitores, basta fazer um post em seu Facebook ou Instagram com a #meudestinocervejeiro contando sobre o seu destino preferido, ou se preferir, envie um e-mail para nós, que você poderá ser o repórter cervejeiro do mês. Cheers!