Que tal Portugal?

13/03/2018 - Prazeres Correlatos

705 visualizações

Que tal Portugal?

Clube do Malte
Beba menos, beba melhor!

    Conheci Portugal na minha lua de mel em 2008 e confesso que naquela época a terra de Camões não me encantou por completo. Em 2015 meu marido recebeu uma proposta para trabalhar em Lisboa, viemos então de mala, cuia e filho no colo. Bastaram apenas algumas semanas pra eu me encantar por essa cidade ensolarada e cheia de vida.

    Pra quem não sabe Lisboa tem mais de 300 dias de sol por ano e temperaturas elevadas mesmo no inverno. A capital portuguesa está na moda e o número de turistas na cidade vem aumentado a cada ano. Com a chegada deles surgiram novos bares, restaurantes, hotéis, mercados públicos, etc. Descobrir todos esses cantinhos é o que mais gosto de fazer e hoje vou dividir aqui com vocês um pouco dos meus lugares favoritos.

    Todos falam que em Portugal come-se muito bem. A mais pura verdade. Ninguém volta das férias por aqui sem alguns quilos extras. Em Lisboa, a primeira dica gastronômica que eu sempre dou é o famoso Mercado da Ribeira da Time Out. O antigo mercado de peixes e verduras foi transformado em um imenso espaço com várias opções gastronômicas. Lá vocês encontram de tudo, desde pizzas e hambúrgueres até pratos de chefs famosos por preços justos. São tantas opções que fica até difícil escolher. Depois do almoço não deixem de provar os pastéis de nata quentinhos e crocantes da Manteigaria que, na minha humilde opinião, são os melhores da cidade. Aliás, essa história do “melhor pastel de nata da cidade” é bem polêmica. Tem até concurso pra isso. Como eu já disse acima os meus preferidos são os da Manteigaria, mas os originais da Pastelaria de Belém também são deliciosos. Uma dica para não pagar mico: pastéis de Belém são só os vendidos na Pastelaria de Belém, todos os outros são pastéis de nata.

    Voltando agora para os novos restaurantes da cidade, não posso deixar de falar do chef José Avillez. Qualquer blog de viagem vai sempre indicar algum dos seus restaurantes (sim, ele tem vários). O meu preferido é o Bairro do Avillez, um espaço lindo e moderno onde se pode optar entre dividir alguns petiscos na Taberna ou ter uma refeição mais completa no Páteo. Outro lugar muito “giro” desse mesmo chef é o “Mini Bar” que fica junto ao Teatro São Luiz, um dos mais importantes da Europa. Com a proposta de pequenos pratos em menu degustação, vale a pena pra quem quer provar uma gastronomia portuguesa. Além desses espaços vocês ainda podem conferir o Cantinho do Avillez (mais intimista) e o Belcanto que possui duas estrelas no guia Michelin.

    A apenas 30 minutos de Lisboa está o Cascais. Uma vila praiana, que dá para chegar de trem. Com uma linda vista o restaurante Furnas do Guincho é um dos melhores da região, lá comi um peixe no sal grosso maravilhoso, mas todos os frutos do mar me pareceram incríveis. Façam reserva com antecedência e peçam uma mesa com vista para o mar.

    Para finalizar, a dica mais importante: chope aqui em Lisboa se chama “imperial” e é mais barato do que água.

    Boa viagem e bom apetite!

     

    Por Débora Formighieri, advogada, mãe de dois filhos, um brasileiro e uma portuguesinha. Mora em Lisboa há quase 3 anos e vive em busca das melhores viagens e restaurantes.

    Deixe uma resposta